Já pensou que possuir um retinógrafo em seu consultório pode ser uma verdadeira vantagem?

Afinal, ter acesso mais rápido às fotografias do fundo do olho de seus pacientes pode auxiliar no diagnóstico precoce, início do tratamento e no monitoramento de várias doenças. Dentre elas, glaucoma, retinopatia diabética e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Porém, o equipamento tem preço elevado. No mercado, há modelos de até R$ 100 mil. Somado aos outros aparelhos necessários para o seu negócio, o investimento pode pesar no bolso. Ainda mais para os profissionais em início de carreira.

Diante deste cenário, surgiu uma nova alternativa no mercado: o retinógrafo portátil. Acoplado a um smartphone, a tecnologia captura imagens em alta qualidade do fundo do olho e as envia para uma plataforma on-line. Nela, é possível laudar o exame e arquivar o histórico do paciente, dentre outras funcionalidades.

Outra vantagem é o preço: o equipamento é até 4 vezes mais barato que o retinógrafo convencional.

A tecnologia é nacional, desenvolvida pela startup Phelcom Technologies, com sede no interior de São Paulo.

Em seguida, saiba mais sobre o retinógrafo portátil Phelcom Eyer, as vantagens, como funciona a plataforma Eyer Cloud e como o aparelho vem sendo utilizado em projetos de pesquisa e ações sociais.

 

Retinógrafo portátil – Phelcom Eyer

 

retinografia para neurologistas

 

Lançado em 2019, o Phelcom Eyer é um retinógrafo portátil que funciona acoplado a um smartphone com câmera de alta resolução. O aparelho captura a imagem do fundo do olho em alta qualidade, em poucos minutos e sem a necessidade de dilatação da pupila.

Em seguida, os dados são enviados automaticamente para a plataforma on-line Eyer Cloud. Nela, é possível laudar o exame e manter o histórico do paciente com total segurança de dados.

Em seguida, confira todas as funcionalidades do Eyer:

 

Alta qualidade

A tecnologia patenteada pela Phelcom permite que exames de alta qualidade sejam realizados em um equipamento portátil integrado ao smartphone.

 

Telemedicina

Os exames gerados são automaticamente sincronizados com a internet e disponibilizados na nuvem, habilitando o diagnóstico remoto.

 

Inteligência artificial embarcada

O Eyer possui funções inteligentes para auxílio ao diagnóstico médico e a captura dos exames de retina.

 

Conectividade

O aparelho é naturalmente conectado por ser integrado ao smartphone. Dessa forma, facilita o compartilhamento e acesso de dados dos exames na nuvem, no sistema Eyer Cloud.

 

Não midriático

Com o Eyer, é possível realizar exames de retina em qualquer local sem a necessidade de usar colírios para a dilatação da pupila. Assim, gera mais conforto ao paciente e rapidez no exame.

 

Autofoco

Com a função Autofoco, é possível compensar os erros refrativos do paciente no intervalo de -20D até +20D. Isso permite exames de retina com alto nível de detalhes.

 

Acessível

O Eyer permite a democratização do acesso à tecnologia de exames de retina através de modelos de negócio inovadores e mais acessíveis.

 

Fácil operação

Qualquer profissional de saúde minimamente treinado pode usar o equipamento para realizar exames de retina de alta qualidade em menos de 1 minuto. Isto é, garante diagnósticos mais rápidos e precisos.

 

Panorâmicas

O Eyer gera exames panorâmicos com campo visual de mais de 100 graus. Isso porque o aparelho possui pontos de fixação interna que auxiliam na captura e geração das panorâmicas.

 

Portabilidade

Por ser portátil, é possível realizar exames em qualquer lugar e ter o diagnóstico emitido remotamente. Portanto, essa característica auxilia na democratização da saúde uma vez que 85% das cidades brasileiras não tem acesso a especialistas e aparelhos que façam o diagnóstico de doenças nos olhos.

 

Baixo custo

A portabilidade e o tamanho reduzido permitem que o Eyer apresente um custo muito mais baixo em relação aos retinógrafos tradicionais. Isso mesmo com tecnologias de ponta aplicadas na produção do aparelho.

 

Recentemente, a Phelcom também lançou um suporte para lâmpada de fenda. O acessório permite a fixação do Eyer. Desse modo, refaz a experiência de retinógrafos de mesa ao facilitar a captura da imagem sem movimento.

Além disso, auxilia para a manutenção do distanciamento social nos atendimentos, já que o profissional não precisa encostar na testa do paciente como ocorre no exame tradicional.

 

Retinógrafo portátil – vantagens

 

O Eyer oferece tecnologia de ponta embarcada, o que faz do aparelho um dos mais modernos em retinografia portátil para prevenção e diagnóstico de doenças relacionadas à visão.

Em seguida, veja todas as vantagens do equipamento:

  • Exame de vista pelo celular com alta qualidade;
  • Diagnósticos precisos e rápidos;
  • Custo mais baixo em relação aos retinógrafos tradicionais;
  • Possibilidade de realizar exames em vários locais devido à portabilidade;
  • Democratização dos exames de retina, principalmente em locais com pouca infraestrutura de serviços de qualidade na área, como médicos, profissionais de saúde, equipamentos, medicamentos etc;
  • Maior rapidez no atendimento, por meio de sistemas informatizados integrados a uma plataforma on-line com acesso via computadores, celulares e tablets;
  • Facilidade na realização de exames, que podem ser feitos em clínicas e postos de saúde;
  • Diagnóstico feito por especialistas e profissionais de referência, localizados em qualquer lugar do mundo;
  • Redução do tempo de atendimento e de custos operacionais;
  • Diminuição do deslocamento de pacientes a hospitais e grandes centros urbanos;
  • Melhora na qualidade dos laudos emitidos;
  • Aumento na prevenção e diagnóstico precoce de doenças como retinopatia diabética, glaucoma, catarata, degeneração macular, retinoblastoma, deslocamento da retina, retinopatia da prematuridade e cegueira, dentre outros.

 

Retinógrafo portátil – Eyer Cloud

 

O Eyer Cloud é uma plataforma on-line integrada ao retinógrafo portátil Phelcom Eyer que permite armazenar e gerenciar os exames dos pacientes. Todos os dados capturados pelo equipamento são sincronizados automaticamente com o sistema, possibilitando que subam para a nuvem com total segurança.

Dessa forma, qualquer profissional da área de saúde – sem ser necessariamente o especialista – pode realizar o exame em campo após breve treinamento. Com as informações disponíveis na web, o diagnóstico pode ser feito por um médico localizado em qualquer lugar do mundo.

Além de garantir o backup dos dados em um servidor seguro, o usuário tem todos os dados organizados em uma interface amigável, funcional e intuitiva. Além disso, a plataforma pode ser acessada no próprio aparelho ou por celular, tablet e computador.

Se não houver acesso à internet no momento do exame, as imagens ficam salvas no aparelho e são enviadas para a nuvem assim que houver conexão.

 

 

Retinógrafo portátil – ações sociais

 

Atualmente, há diversas ações sociais que utilizam o aparelho para levar mais saúde para todo o país.

É o caso do projeto Unidos Pelo Diabetes em Ação, em Itabuna (BA). O evento deu lugar ao Mutirão Unidos pelo Diabetes, que precisou ser cancelado devido à pandemia. Ao todo, 400 pacientes participaram da primeira fase. Desses, 100 apresentaram retinopatia diabética mais grave ou edema macular.

 

mutirão de Itabuna

 

O projeto recorreu a tecnologias avançadas para garantir a triagem sem aglomerações. E o Eyer foi o principal instrumento de triagem. “A Phelcom foi fundamental para o sucesso do projeto, pois disponibilizou os aparelhos, forneceu treinamento prévio, ajudou na estratégia de montagem de laudos usando seu programa Eyer Cloud e colocou à disposição a sua equipe de engenheiros para suporte durante a ação”, conta Andrade. “Além disso, de maneira inovadora no Brasil, criou um algoritmo de inteligência artificial para ajudar na separação dos pacientes que provavelmente seriam graves e os sem alterações, facilitando na logística de poder laudar à distância”, complementa.

 

Expedições

 

expedição realizada pelo Barco Hospital São Francisco, na região do município de Terra Branca (PA), no final do ano passado, também contou com o Eyer. A oftalmologista Mariana Lafetá, uma das voluntárias nessa viagem, conta que o equipamento auxiliou no diagnóstico de doenças como catarata, glaucoma e retinopatia diabética, dentre outras.

 

 

“É fácil realizar os exames, tirar as fotos, encontrá-las nos arquivos e armazenar depois. Podemos também enviar ou imprimir as imagens, o que considero muito interessante, além de conseguirmos acessar de qualquer lugar com internet”, analisa.

O oftalmologista Fernando Korn Malerbi também usou o Eyer em uma expedição para três reservas indígenas do Estado do Mato Grosso, no início desse ano. Ao todo, o médico avaliou 193 índios. Dentre as principais doenças encontradas, estão retinopatia diabética e catarata.

“A experiência com o equipamento foi muito boa, principalmente pela portabilidade e facilidade de uso”, avalia. Ele relembra que já esteve envolvido em outros projetos com o retinógrafo para diagnóstico de retinopatia diabética. “Acredito que o Eyer seja muito relevante para esse tipo de ação, representando uma alternativa importante para rastreamento de populações que vivem em áreas remotas”, conclui.

 

Quer saber mais como a tecnologia auxilia nos exames dos olhos? Então, acompanhe o blog da Phelcom.

 

Inscreva-se